Ano Novo Chinês – O Ano do Macaco

O Ocidente ainda de ressaca do Réveillon e, a China a preparar-se para a maior festividade anual, a entrada no novo ano lunar.

O Celebração do Ano Novo Chinês é, sem dúvida, o mais importante feriado na China, festejado no primeiro dia do primeiro mês do calendário tradicional chinês. Não se resume a um dia de festividade, mas a um conjunto de celebrações mais conhecidas como Festival da Primavera, Chūnjié春节, tendo a duração de cerca de 15 dias.

Ao contrário do ano novo Cristão, baseado no calendário solar, a festividade chinesa é baseada no sistema tradicional lunar e solar. Os meses lunares têm cerca de 2 dias a menos que os solares, logo um mês extra tem de ser adicionado ao calendário em determinados anos. Esta é a razão para o Ano Novo Chinês ser celebrado em datas diferentes todos os anos.

Este ano, o Ano Novo Chinês será no dia 8 de fevereiro, inicia-se um novo ciclo do zodíaco chinês, simbolizado por um novo animal, o Macaco. Para aqueles que nasceram em 1992, 1980, 1968, 1956 etc, portem-se bem, este é o vosso ano. Para a grande maioria dos chineses esta é a única altura do ano com direito a férias, é a época de retornar às terras de origem, de reunir a família e traçar novos planos para o novo ano que se aproxima.

Tudo encerra, desde os mais variados serviços públicos e privados, restauração, escolas. Existem lugares que ficam praticamente desertos, cidades que viram fantasmas.

Inicia-se a maior época de viagens do mundo, é a maior migração anual realizada por humanos, conhecida como Chūnyùn 春运. Dura cerca de 40 dias em torno do dia do Ano Novo Chinês e o número de viagens excede o dobro da população chinesa, mais de 2.5 mil milhões de viagens realizadas.

Mas o que fazem os chineses no Ano Novo Chinês, o Ano do Macaco?

…ler o artigo completo em Wall Street International Magazine

Anúncios